Sobre a Oficina Cultural

Em 1987, a Secretaria de Estado da Cultura inaugura a Oficina Cultural Três Rios (hoje Oswald de Andrade), no bairro Bom Retiro em São Paulo. Esta oficina foi o principal centro voltado para a formação, experimentação e desenvolvimento artístico de sua época, destacando no contexto cultural da cidade e repercutindo por todo o estado. Como percussora na implantação de uma programação cultural efervescente, embasou a criação de outras unidades na capital paulista, favorecendo os bairros com o mesmo conceito e metodologia. O interior também foi contemplado com as Oficinas Culturais, distribuídas em regiões administrativas, com o intuito de atender os 645 municípios do Estado de São Paulo. Com 25 anos de experiência na área de Formação Cultural, o projeto Oficinas Culturais da Secretaria de Estado da Cultura, conta hoje com vinte e uma unidades, sendo seis na capital e quinze no interior do estado.

Em 1997, em parceria com a Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Eventos de Limeira, instalava no histórico Palacete Levy, construção do final do século 19, uma unidade do projeto Oficinas Culturais do Estado de São Paulo, a Oficina Cultural Regional Carlos Gomes, cujo patrono é o operista brasileiro, consagrado mundialmente com a ópera O Guarani, Carlos Gomes (1836 – 1896).

Oficina Cultural Carlos Gomes, 15 anos

Atualmente a Oficina Cultural Carlos Gomes atende a uma região com mais de dois milhões de habitantes em 32 municípios, entre os quais 14 estão classificados entre os 150 primeiros colocados com o Índice de Desenvolvimento Humano elevado no Brasil (IDH), medida comparativa que engloba três dimensões: riqueza, educação e esperança de média de vida da população. A Oficina Cultural vem desempenhando um importante papel ao longo dos anos transformando-se em referência cultural, onde se destaca a formação de público e profissionais para o setor cultural, valorizando a pesquisa, a experimentação e o fomento das dinâmicas criativas e produtivas da Arte e da Cultura.

Nossas atividades são diversificadas e voltadas tanto para o público iniciante quanto para o intermediário em todas as linguagens artísticas, tais como Artes Cênicas (teatro, dança e circo), Artes Visuais (artes plásticas, fotografia, audiovisual), Música, Literatura, Moda, Gestão Cultural, Meio Ambiente, entre outras. Nossa unidade tornou-se um pólo de produção de Cinema de Animação, tendo um acervo de produção que participou de festivais nacionais e internacionais do gênero.

Nesses 15 anos de existência, grandes nomes e personalidades de diferentes áreas artísticas circularam pela OC Carlos Gomes, entre eles: Antunes Filho, Barbatuques, Boa Companhia, Carlos Reichenbach, Celso Curi, Celso Frateschi, Cia. de Teatro de Braga (Portugal), Cia. Onstrab, Cia. Seres de Luz, Cia. Truks, Confraria da Dança, Elias Andreato, Emídio Luisi, Fernando de Tacca, Guto Lacaz, Haydée Bittencourt, João Andreazzi, Joe Moghrabi, Leda Catunda, Luciano Chirolli, Maurício Squarisi, Mauricius Farina, Parlapatões, Raul Barreto, Regina Muller, Roberto Lage, Rosa Maria Collin, Rosi Campos, Sérgio Romagnolo, Sérgio Viotti, Silvana Abreu, Tato Fischer, Tó Araújo, Verônica Fabrini, Zezé Barbosa, entre outros.

Saiba mais em www.oficinasculturais.org.br